natal-2013-presepio-sagrada-familiaNatal: a festa da família

Duas noites marcaram a história da salvação. A noite do Natal e a noite da Páscoa. Na noite de Natal, o Filho de Deus nasceu pequenino e pobre numa gruta. Na noite da Páscoa, o Filho do Homem renasceu forte e fascinante na glória da ressurreição. As duas noites estão ligadas pelo fio invisível do projeto de Deus, que não só nos criou, mas quis nos tornar participantes de sua própria vida. É este o Mistério que celebramos da noite de Natal: a vida do Filho de Deus que se tornou um de nós para nos tornar filhos e filhas de Deus.

 

Natal também é tempo de confraternização. Deveria ser um tempo de muita alegria, mas infelizmente para muitos o Natal é um tempo de tristeza, especialmente para quem vive isolado da comunidade, para aquelas famílias separadas por brigas e mágoas, pelo individualismo que marca as pessoas ou até mesmo pela falta de algo ou alguém que se foi.

Como vencer essa situação e fazer renascer a esperança e viver o verdadeiro espírito que o Natal nos traz? O caminho cada um deve descobrir, mas o que ajuda – e muito – é participar das atividades da comunidade, pertencer a um grupo de ajuda ou de voluntariado, perdoar aqueles que se encontram afastados de nós e sair do isolamento, abrir nosso coração para o novo. Enfim, como nos diz o Papa Francisco, deixar que a vida nos surpreenda e buscar ser feliz com isso. Feliz Natal para você, para sua família e comunidade.

Leia as mensagens do Jornal da Irmã Vera Lúcia Altoé e Dom Aldo di Cillo Pagotto