1314 voluntariado cpf

Foto: Acervo da Pastoral da Criança

Instituído pela Organização das Nações Unidas, em 1985, o Dia Internacional do Voluntário é celebrado em 5 de dezembro, juntamente ao Dia da Pastoral da Criança, e busca incentivar e valorizar o serviço voluntário em todo o mundo. Segundo o levantamento realizado pelo Instituto Datafolha, 11% da população, cerca de 16,4 milhões de brasileiros, são voluntários e 28% já realizaram algum tipo de trabalho voluntário ao longo da vida. Mas, o que isso quer dizer?

A palavra “voluntário” vem do latim voluntarius e significa aquele que age por vontade própria, ou seja, ter a vontade e assumir livremente uma atitude responsável, criativa, comprometida, prazerosa e transformadora perante o mundo. Hoje, na Pastoral da Criança, são mais de 180 mil voluntários que participam e multiplicam a cultura de solidariedade e amor ao próximo, levando vida plena as crianças e gestantes no Brasil e em mais 17 países.

Dra. Zilda

“Esse é o melhor e mais abençoado dos trabalhos, porque é feito com puro amor, dedicação total, fé em Deus, procurando sempre aprender mais para ensinar mais, nessa rede de solidariedade humana”.

Papa Francisco

“Cada cristão é missionário na medida em que testemunha o amor de Deus”.

Os voluntários são a força que move a Pastoral da Criança. Isa Cordeiro Pires Moreira, coordenadora da Diocese de Caratinga (MG), diz: “Os voluntários são essenciais para a Pastoral da Criança, permitimos que a Pastoral chegue até as crianças, na hora em que elas mais precisam. Ser voluntário é isso, é doar a nossa vida para ajudar quem está precisando, é fazer a diferença na vida de outra pessoa, fazer pelo outro o que gostaríamos que fizessem por nós e ter em troca a autoestima lá em cima, para podermos continuar com essa missão”.

Maria Veronica Valarini Silva, coordenadora do Núcleo de Maringá (PR), conta: “Se não existisse o voluntário, não existiria o resgate da vida. Quantas milhões de criança não foram salvas pelas líderes? Quantas milhões de famílias não foram resgatadas pela orientação dos nossos voluntários? Não tem nem como descrever a importância do nosso trabalho. Eu fiz o encontrão de líderes para animar todo mundo e no fim, fui eu que sai fortalecida por ver a força e a coragem de todo mundo da Pastoral. A nossa autoestima se recupera de um modo, que a gente perde a razão e age pela emoção, com o nosso coração, pelas crianças. Eu sempre fico admirada com a confiança das líderes, é lindo e nos faz levar toda essa rede de amor que a Dra. Zilda começou para frente”.

Ir. Maria Doralice de Oliveira, missionária no Paraguai, leva a Pastoral da Criança por onde passa: “A Pastoral da Criança é uma experiência muito boa, muito importante, para as pessoas que querem dedicar um pouco da sua vida, seu tempo, como voluntários e ajudar quem vive em meio a pobreza e a necessidade. São vários tipos de apoio que o voluntário pode dar, a gente sempre busca também a orientação de profissionais, por exemplo, que ensinem para as mães como tratar os dentes e os cuidados”.

E SDG Icons NoText 033º Objetivo de Desenvolvimento Sustentável

“Assegurar uma vida saudável e promover o bem-estar para todos, em todas as idades”.

O 3º Objetivo do Desenvolvimento Sustentável, proposto pela Organização das Nações Unidas (ONU), tem como proposta reduzir as morte maternas e acabar com as mortes evitáveis de recém-nascidos e crianças até 5 anos, até 2030. O trabalho dos voluntários da Pastoral da Criança contribui para que esse objetivo seja alcançado no Brasil e no mundo. Assim como, para o empoderamento de meninas e mulheres, uma vez que, 92% dos líderes da Pastoral da Criança, são do sexo feminino.