• 1º Encontro Regional de 2017 acontece no Centro-Oeste

     
    Regional Centro Oeste 3
    Momento de espiritualidade para fortaceler a missão

    Várias oficinas compõem a programação dos Encontros Regionais da Pastoral da Criança, que reúnem coordenadores da entidade em nível estadual, regional e diocesano, além de integrantes da coordenação nacional. São quatro dias para aprender novidades, esclarecer dúvidas e fortalecer a missão. De 16 a 19 de março, foi a vez da Região Centro-Oeste. O primeiro encontro foi realizado em Goiânia (GO), com a participação de 39 pessoas.

  • Dia da Pastoral da Criança: uma data para celebrar o nosso voluntariado em missão

    voluntariado 1261

    Foto: Ariene Rodrigues

    Diante de tantos problemas no mundo, os cidadãos são convidados a dar uma resposta concreta para ajudar a amenizar as situações emergenciais e gerar consciência crítica para as transformações sociais necessárias nas comunidades e países. A Pastoral da Criança é uma rede de solidariedade, composta por voluntários, que há mais de 30 anos vem ajudando a mudar para melhor a vida de milhares de crianças e gestantes brasileiras. Também marca presença em outros países, utilizando a mesma metodologia de trabalho, mas adaptada às realidades locais.

  • Pastoral da Criança: uma imensa família unida por uma missão

    cpf voluntariado1Célia, Milton e Dom Francisco. Eles não convivem diariamente, não têm a mesma idade, nem moram no mesmo estado. Mas têm algo em comum: a certeza de que os voluntários da Pastoral da Criança desempenham um papel muito importante, que faz a diferença na vida de milhares de famílias.

  • Audiência Pública discute a mortalidade infantil em SC

    Na próxima quinta-feira (13), a partir das 13h30, a Assembleia Legislativa de Santa Catarina recebe uma Audiência Pública para discutir a mortalidade infantil no estado. A Audiência, proposta pela deputada estadual e presidente da Comissão de Saúde, Ana Paula Lima, foi um pedido da Pastoral da Criança que comemora, em 2015, 30 anos de atuação no estado. Em 1980, segundo registros do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a mortalidade infantil em Santa Catarina era de 46,1 mortes a cada mil nascidos vivos, passando para 10,1, em 2013. “Cada vida que é salva é motivo de alegria”, afirma Loiri Pessi Miorelli, coordenadora da entidade em Santa Catarina.

  • Celebração da Vida

    celebracao da vida

     Foto: Eli Pio

    O Dia da Celebração da Vida é outra atividade importante que o líder da Pastoral da Criança realiza. Nesse dia, que acontece uma vez por mês, as famílias se reúnem para celebrar as gestantes e crianças que estão bem e para se ajudar quando estão em dificuldades.

  • Medida Certa leva informação sobre hábitos saudáveis pelo país

    Medida certa

    Parceria entre Globo e Pastoral da Criança no projeto Medida Certa acontece desde 2013

    Uma parceria entre a Pastoral da Criança, Rede Globo e Sesi permite que crianças de 0 a 6 anos que vão com os pais às ações do projeto Medida Certa, que acontecem em diversas cidades do Brasil, possam saber seu estado nutricional e tenham as mesmas orientações das crianças acompanhadas mês a mês pela Pastoral da Criança. “Trabalhamos da mesma forma que o Acompanhamento Nutricional: pesamos, medimos a altura, colocamos os dados no computador para determinar o IMC [Índice de Massa Corpórea] e entregamos uma cartela de orientação para os pais ou responsáveis”, explica a nutricionista da coordenação nacional da Pastoral da Criança, Márcia Moscatelli.

  • Pastoral da Criança, uma presença que pode mudar a realidade

    mão de criança segurando florA missão de acompanhar, animar e promover a expansão da Pastoral da Criança é uma das ações prioritárias dos líderes e coordenadores. A presença dos líderes voluntários, em comunidades de extrema pobreza, é um sinal de esperança e transformação de vida.

  • Solidariedade e boa vontade: os caminhos da Pastoral da Criança na Guatemala

    Guatemala1No caminho até a comunidade Tacaná, na Guatemala, é possível visualizar a mais alta montanha da América Central: o vulcão inativo Tajumulco, com mais de 4220 metros acima do nível do mar. Para chegar ao local, caminhonetes avançam pelas estradas de terra até o alto das montanhas, onde estão as comunidades (carros pequenos não conseguem vencer os obstáculos do trajeto). As dificuldades locais – delimitadas especialmente pela pobreza – e o alto número de analfabetos, não impediu que o trabalho promovido pela Pastoral da Criança na comunidade impressionasse o coordenador da Pastoral da Criança Internacional, Dr. Nelson Arns Neumann.

  • Dicas para as famílias economizarem água e fazer a diferença

    A cultura do desperdício no Brasil é uma realidade. Compramos muito e não usamos tudo, produzimos lixo e mais lixo e ainda não nos acostumamos a separá-lo para a reciclagem. Demoramos horas no banho, lavamos calçadas com a mangueira porque acreditamos que nossa água nunca vai acabar... Ledo engano. Os noticiários dos últimos meses têm nos mostrado que o que nunca imaginávamos acontecer, como a seca na região Sudeste - vista antes uma imagem apenas do Nordeste do Brasil -, está virando uma realidade. A falta de gestão ambiental de qualidade, de uma educação socioambiental da população, a pouca preocupação com a gestão dos recursos hídricos por parte de alguns governante, aliadas a outras séries de razões, têm feito com que olhemos agora para a água como o que ela é: um recurso que tem fim.

  • Voluntariado: agora é a hora!

    depoimento eu vim para servirQuais são as possibilidades que a vida te deu para colocar-se no lugar do próximo, sentir suas necessidades, compreender seu momento, para enfim, ajudá-lo? Se até o momento foram poucas oportunidades, a Igreja do Brasil convida a todos para partilhar a solidariedade que existe dentro de cada um com quem mais necessita. Com o tema “Fraternidade, Igreja e Sociedade” e lema “Eu vim para servir”, a Igreja abre espaço para a discussão sobre a colaboração àqueles que mais necessitam.

  • Jornal 218 • Atividades do Líder - Anotações nas FABS

    Olá, líderes:

    Antes de mais nada, Feliz Ano Novo! Que todas as bençãos de Deus caiam sobre vocês e que este ano seja muito abençoado.

  • Compromisso com as crianças: por uma infância com vida plena

    dra zilda 51 595Desde o final de dezembro, as comunidades onde a Pastoral da Criança atua estão recebendo parte do material de 2015: os tradicionais calendários que irão pautar as ações pessoais e da Pastoral da Criança ao longo do novo ciclo que se inicia. Este ano, tanto nos calendários de mesa como nos calendários grandes, estão com um diferencial. Aliás, um não, mas cinco: em 2015, as pessoas e as comunidades poderão anotar seus cinco compromissos para melhorar a infância e fortalecer a missão da Pastoral da Criança durante os próximos 12 meses.

  • Jornal 217 • Atividades do Líder - Atividade de Natal

    bola de natalCaros líderes: no mês de novembro, o jornal publicou uma sugestão de atividade para o Natal. Nessa edição, publicamos uma outra sugestão para vocês realizarem com as crianças no Dia da Celebração da Vida. Que tal fazer uma linda árvore de Natal com os enfeites desenhados e coloridos pelas crianças? Motive a criatividade das crianças para completar os enfeites da árvore. Mande também fotos para o jornal para vermos e partilharmos como foi a celebração de Natal nas comunidades.

    Clique aqui e faça o download da atividade, para recortar e pedir para as crianças desenharem e pintarem mais enfeites.

  • Jornal 217 • Atividades do Líder - Missão com ânimo renovado

    Crédito da foto: Marcello CaldinNo ano de 2014, realizamos tantas atividades e tomamos diversas iniciativas em prol da melhoria da qualidade de vida das crianças e famílias que acompanhamos. Parabéns a todos! É, de modo especial, um momento de agradecer pelo empenho, pelo constante serviço e doação à causa dos mais pequeninos de nossa sociedade.

    Nesse ano, fizemos uma série de artigos sobre o preenchimento das FABS, os erros e dúvidas mais comuns, como também orientamos para o correto preenchimento de alguns campos onde aconteciam muitos equívocos. Ouvi de muitos líderes e coordenadores que esses artigos ajudaram muito a tirar dúvidas que apareciam na hora de preencher a FABS e mandar para a Coordenação Nacional.

  • Voluntariado, a força que transforma

    voluntariado 1209Atualmente, é possível dizer que o voluntariado faz toda a diferença em qualquer país ou comunidade. A consciência da força do voluntariado como meio de transformação, nos mais diversos âmbitos, cresce a cada dia. Pessoas de diversas crenças e opiniões têm no voluntariado um ponto de encontro em comum para agir em prol do bem. Para quem quer ser voluntário, opções não faltam. Basta olhar em torno da sua comunidade e cada um descobrirá diversas instituições que necessitam da força e presença de voluntários: hospitais, igrejas, escolas, centros comunitários, etc. Basta disponibilidade de doar um pouco de tempo e abertura para trabalhar em equipe.

  • O que a Pastoral da Criança significa para você?

    depoimentos em video5 de dezembro é o dia da Pastoral da Criança. Esta data é muito simbólica, pois neste dia também é comemorado o Dia Internacional do Voluntário - a força que move a instituição.

  • Por um mundo mais solidário

    A Pastoral da Criança é feita, basicamente, de seus voluntários. Essa é uma afirmação recorrente e que faz jus à importância dessas pessoas no trabalho pastoral: segundo dados do 2º trimestre de 2014, mais de 200 mil pessoas estão espalhadas pelo Brasil levando a missão da Pastoral da Criança – “Para que todas as crianças tenham vida em abundância” (Cf. Jo 10, 10) – às crianças e famílias que mais necessitam. Deste total, 55% são líderes e o restante faz parte do grupo chamado “apoio na comunidade”.

  • Jornal 215 • Atividades do Líder - FABS: Preenchimento do cabeçalho e datas

    FABS

    Olá, lideres!

    Hoje, vamos conversar sobre o preenchimento do cabeçalho e as datas das FABS. Vocês devem prestar bastante atenção nestes itens das FABS.

    Algumas vezes, chegam FABS na Coordenação Nacional sem identificação de estado, setor, ramo, município e comunidade. Outras vezes, chegam FABS só com a identificação do estado, ramo e sem comunidade. Em outras, aparece o nome do ramo no lugar do nome do setor, ou sem o nome da comunidade. Com cabeçalho incompleto, não conseguimos identificar de onde é a FABS e não podemos registrar o trabalho precioso que os líderes fizeram no mês.

    É preciso lembrar que são 305 setores no Brasil, aproximadamente 7.000 ramos (paróquias) e 35.000 comunidades; e que temos vários ramos ou paróquias  cadastrados com o mesmo nome. Sendo assim, só com o preenchimento correto do nome do  estado,  setor,  ramo, município e da comunidade escritos com letra bem legível é que poderemos identificar a FABS enviada.

    O nome do ramo e da comunidade deve sempre ser o mesmo que foi escrito no cadastro. Exemplo: se foi cadastrado como ramo São Francisco, não pode ser colocado na FABS – Ramo São Francisco de Assis. Se a comunidade foi cadastrada como N. Sra. Aparecida, não pode ser escrito apenas Aparecida, pois confunde e pode ser cadastrada em outro ramo ou comunidade.

    Quando souberem o código correto do ramo e da comunidade é importante colocar também. Perguntem para a sua coordenação de ramo qual o código do ramo e o código da comunidade, pois facilita a identificação.

  • Jornal 214 • Atividades do Líder - Erros nas FABS e amplitude anormal

     214 FABS Frente

     214 FABS Verso

     

     

    Olá, lideres, nesse mês vamos conversar sobre dois temas que têm trazido bastante dúvidas para vocês: os erros nas FABS e a amplitude anormal.

    1 - O que é amplitude anormal?

    Amplitude anormal é quando um indicador aparece com zero ou um número exagerado em relação ao número de crianças cadastradas. Vejam  exemplos:

  • Jornal 213 • Atividades do líder - Diarreia

    Olá, líderes:

    Neste mês, vamos conversar sobre um indicador que temos no Caderno do Líder e na FABS. Esse indicador sempre traz preocupação a vocês. Ele está nas perguntas 11 e 12 que falam sobre Diarreia .

    Na prática, os adultos e o médico pensam em diarreia quando a pessoa evacua mais vezes que o habitual e suas fezes (cocô) são sem forma pastosa ou líquida. Segundo o Ministério da Saúde, é diarreia quando a pessoa, criança ou adulto, apresenta estas fezes mais de três vezes ao dia.

    Uma das piores complicações da diarreia é a desidratação. Adultos são mais resistentes, mas bebês, crianças e idosos ficam desidratados com mais facilidade. Boca seca, lábios rachados, moleza, confusão mental e diminuição da urina são sintomas de desidratação. Pessoas desidratadas ficam com menos reserva de água no corpo, o qual é constituído por cerca de 75% de água, e isso reduz os níveis de dois importantes minerais: sódio e potássio. Por isso, a Pastoral da Criança orienta nossos líderes que já na primeira evacuação líquida é preciso dar o soro caseiro, para evitar a desidratação.