1335 humanizacao servico saude entrevista

Foto: Pressfoto

Um dos maiores desafios para a saúde no Brasil envolve, sem dúvida, a melhoria da qualidade dos serviços prestados. Apesar dos avanços trazidos pelas novas tecnologias, a humanização do atendimento aos usuários, ou seja, o aspecto humano, muitas vezes ainda permanece em segundo plano. Trazendo prejuízos para toda a comunidade.

A humanização no serviço de saúde tem como objetivo estimular a cooperação entre as unidades de saúde, os médicos e seus pacientes. E, também, estimular e sustentar espaços de comunicação que facilitem expressão, diálogo, respeito e solidariedade entre todos - melhorando a qualidade do atendimento prestado aos usuários, a condição de trabalho dos profissionais e garantindo que sentimentos, como a dor, sejam reconhecidos e levados em consideração durante o atendimento e o tratamento.

Para entender mais sobre a humanização nos serviços de saúde, confira a entrevista com Karen Estevan, enfermeira obstetra que trabalha na Unidade de Saúde Bairro Novo, em Curitiba (PR).

O que é prestar um atendimento humanizado?

Ser agradável, ser educado, ser acolhedor e resolutivo no problema dos usuários do sistema de saúde. A gente tentar ser resolutivo o mais rápido e o mais breve possível, para que essa pessoa saia satisfeita do Serviço de Saúde.

1335 humanizacao servico saude karen estevan

 Karen Estevan

Como funciona a humanização na área de saúde?

Para a humanização funcionar, precisamos entender que trabalhamos com um ser humano: uma pessoa que tem histórias, tem um passado, tem um presente e terá um futuro. Para isso, a gente precisa diminuir a dor dele, a queixa dele ou qualquer problema que ele esteja apresentando.

Por que a humanização na saúde é tão importante?

Temos que entender que saúde é um combo, ela é tudo: é o trabalho, é o lazer, é um esporte durante a semana, tudo isso junto forma a saúde. Então, nós temos de lidar com inserção, que é você entender o ser humano como um todo. Eu acho muito importante retomarmos esse aspecto que a gente esqueceu. Quando a gente retoma um indivíduo como um todo, a gente consegue entender a nossa sociedade, consegue ser mais tolerante e consegue viver na humanidade em si.

Como a humanização pode contribuir para a melhoria da saúde no Brasil?

O SUS, eu acredito sim que ele funciona. A gente precisa de pessoas que trabalhem respeitando o que está descrito nas diretrizes do SUS, que tragam mais universalidade e integralidade. Se a gente ler o SUS e trabalhar em cima do que a gente leu, ele funciona. E, com isso, a humanização também vai funcionar. A humanização traz isso. Ela faz com que você trate o ser humano como um todo e que você seja resolutivo. Imagine você chegar numa Unidade de Saúde pela porta da frente e ir resolver seu problema ali. A humanização no Serviço de Saúde é você ter saúde com qualidade, logo vai ter um trabalhador com qualidade, um pai com qualidade, uma mãe com qualidade, um filho com qualidade, um estudante com qualidade. Eu acredito que funciona, sim. Só que a gente precisa de seres humanos que façam isso, porque o que está escrito no papel é uma coisa e o que a gente vê é outra, o que a gente vê é o que o ser humano traz para a gente.

Leia a entrevista na íntegra: 1335 - Entrevista com Karen Estevan - Humanização no serviço de saúde (.PDF)

Esta entrevista é parte do Programa de Rádio Viva a Vida da Pastoral da Criança. Ouça o programa de 15 minutos na íntegra
Programa de Rádio 1335 - 01/05/2017 - Humanização no serviço de saúde

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.