bebe nos primeiros dias de vida

Foto: Agastecheg

Os cuidados com os bebês nos primeiros dias são muito importantes. Eles precisam de muita atenção e carinho da mãe, do pai, da família, da comunidade e também do serviço de saúde. Para tirar as principais dúvidas sobre essa fase inicial da vida, confira a entrevista com Regina Reinaldin, enfermeira da Coordenação Nacional da Pastoral da Criança.

Quando sai uma pequena secreção dos olhinhos do bebê, isso significa problema? Que cuidados se deve ter?

A saída dessa secreção dos olhinhos do bebê nos primeiros dias é natural. Umedeça um chumaço de algodão ou uma fraldinha limpa com água morna e passe na pálpebra, em direção aos cílios. A limpeza dos olhos deve ser feita uma vez ao dia, durante o banho.

Lidar com o umbigo do bebê é sempre motivo de muita preocupação. Como cuidar dele?

O cordão umbilical costuma cair nos primeiros 14 dias de vida. É preciso fazer a limpeza do umbigo todos os dias. Não se deve colocar esparadrapos, faixas ou umbigueiras no coto umbilical.

Como deve ser o banho do bebê nos primeiros dias?

A higiene é muito importante, pois protege o bebê de doenças e faz com que ele se sinta bem. Para facilitar na hora do banho, é bom que esteja tudo preparado antes. A toalha, a banheira, o sabonetinho. É bom verificar também a temperatura da água, que esteja confortável para o bebê. O rosto e a cabecinha devem ser lavados antes de colocar o bebê na água, isso vai evitar que os restos de xixi e de cocô contaminem a água e causem uma inflamação nos olhos.

regina-reinaldin-enfermeira-da-pastoral-da-crianca

 Regina Reinaldin - Enfermeira da Pastoral da Criança

E que cuidados as mães devem ter com as fraldas?

Todas as vezes que a fralda estiver molhada, ela precisa ser trocada. Isso evita assaduras e infecções. A bundinha do bebê deve ser lavada e enxugada a cada troca de fraldas.

Como alimentar o bebê recém-nascido?

A alimentação do bebê deve ser sempre o leite materno. Se a mãe tiver dificuldade para amamentar, ela deve pedir ajuda no posto de saúde.

E quanto às roupinhas do bebê, Regina?

Devemos vestir as crianças com roupas bem confortáveis e que não prendam seus movimentos. Onde faz calor, deixar as crianças com roupas leves. Onde faz mais frio, agasalhar bem as crianças.

Que vacinas o bebê deve receber nos primeiros dias de vida?

O bebê deve receber ainda no hospital a vacina contra hepatite B. Logo depois, podemos até os sete dias da criança, levá-la a um centro de saúde para receber a vacina da BCG, que vai proteger contra a tuberculose.

E o teste do pezinho?

O teste do pezinho é feito com gotas de sangue colhidas do calcanhar do recém-nascido. O ideal é que a coleta seja feita entre o terceiro e o quinto dia de vida. O teste do pezinho descobre doenças que, quando tratadas cedo, evitam problemas graves para o bebê.

Tudo deve estar anotado no cartão da saúde da criança?

Sim, a criança deve ter apenas um cartão de saúde. É um documento importante, por isso, é preciso cuidar bem dele.

Regina, o bebezinho dorme muito, não é? Como é o sono do bebê recém-nascido?

O bebê recém-nascido dorme a maior parte do tempo. Dormindo, ele acumula energia necessária para mamar e para crescer. O importante é ter um lugar sem barulho, sem muita luz, para que ele possa dormir tranquilamente.

A Pastoral da Criança insiste que o bebê deve sempre dormir de barriga pra cima. Por que isso?

Porque é possível reduzir em mais de 70% a morte súbita de bebês. Em muitos casos, ela acontece porque o bebe está dormindo de lado ou de barriga para baixo, uma posição incorreta para dormir. Dormir de barriga pra cima é mais seguro, é a posição correta. A criança respira melhor e tem menos riscos de engasgo.

Qual é o perigo do bebê dormir junto com os pais, na mesma cama?

A chance de um bebê morrer sufocado é maior quando ele dorme na cama dos pais. Aumenta em três vezes o risco de morte súbita. Por isso, é importante o bebê dormir no bercinho, ao lado da cama dos pais, e não na cama com os pais.

Tem bebês que choram demais. Por que acontece isso?

O choro é a maneira que o bebê usa para se comunicar. Ele vai chorar porque está com fome, porque tem algum desconforto, porque está com dor, porque está com cólica. Então, temos que ficar muito atentos ao choro do bebê.

E as cólicas do bebê, Regina?

Nos primeiros dias, é muito comum o bebê ter cólica. Isso acontece porque o intestino do bebê está se adaptando ao leite. Para aliviar as cólicas, a mãe pode fazer massagens circulares na barriga do bebê. O pai que tem uma mão maior, pode colocar o bebê de bruço em sua mão e fazer massagem com os dedos. Isso vai aliviar muito a cólica.

Se o bebê chora muito, há sempre o perigo da mãe dar chupetas e as mamadeiras, não é?

Sim, é verdade. Quando o bebê chora muito, a mãe pode se desesperar, querer dar chupeta, mamadeira. Mas, o mais importante é tentar acalmar o bebê, dar um banho, colocar uma música, fazer massagem, dar o peito, pois, o uso da mamadeira e da chupeta tem grandes chances de prejudicar mais tarde a fala, a dentição e até mesmo o desenvolvimento emocional da criança.

Outro medo das mães é a febre.

Sim, a gente pode dizer que a criança tem febre quando a temperatura do corpo está acima de 38°. É um sinal de perigo. Febre é um sintoma que pode significar desde um simples resfriado até uma infecção grave. Os recém-nascidos devem ser levados ao serviço de saúde imediatamente.

Quanto às visitas ao pediatra, como devem ser?

As visitas vão ser uma continuidade do pré-natal, mas é necessário levar o seu filho ao pediatra todos os meses, para saber se ele está crescendo, se desenvolvendo.

Esta entrevista é parte do Programa de Rádio Viva a Vida da Pastoral da Criança. Ouça o programa de 15 minutos na íntegra
Programa de Rádio 1232 - 11/05/2015 - Primeiros dias do bebê
{audio socialshare:no}1232 - Primeiros dias do bebe sul|/images/audios/programasvivaavida2015/sul/1232_PrimeirosDiasdoBebe_S.mp3; 1232 Primeiros dias do bebe norte|images/audios/programasvivaavida2015/norte/1232_PrimeirosDiasdoBebe_N.mp3{/audio}

Leia também:
Mitos e verdades sobre os primeiros cuidados com o recém-nascido
Orientação e dedicação: o papel do líder nos primeiros dias do bebê
O bebê na primeira semana de vida

Foto2: Marcello Caldin